---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Saudades, Secretaria da Saúde, Dengue
Cuidados contra a Dengue devem ser intensificados

Publicado em 21/02/2019 às 09:16 - Atualizado em 21/02/2019 às 09:16

Melhor forma de evitar a proliferação do vetor que transmite a doença é evitar locais que acumulem água
Créditos: Divulgação Baixar Imagem

O município de Saudades continua em alerta com a Dengue. A Secretaria de Saúde destaca que a ajuda da comunidade é essencial para evitar maiores problemas com a doença.

De acordo com o Secretário José Ricardo Ternus, já haviam sido registrados focos do mosquito Aedes aegypti em Saudades; porém, a preocupação aumentou em função de ter sido registrado, na semana passada, o caso de uma pessoa de fora do município internado com Dengue no hospital.

“Não se sabe ao certo ainda se temos o mosquito contaminado ou não, mas precisamos fazer, a partir de agora, um esforço gigante. Os Agentes Comunitários de Saúde, juntamente com os encarregados de cuidar do programa de combate à Dengue, vão fazer um levantamento na cidade”, destaca Zé Ricardo.

O levantamento consiste em visitar uma a cada cinco casas, a fim de fazer um raio-x da situação, em relação à presença do mosquito. A ação deve terminar até o final de semana. Na semana que vem, um biólogo da Regional de Saúde de Chapecó estará em Saudades fazendo um treinamento com colaboradores, inclusive, de outras secretarias, com o intuito de fazer uma varredura em toda a cidade.

“Essa força tarefa é uma necessidade. As pessoas também podem nos ajudar cuidando para que não tenha água parada e possibilitando o acesso dos agentes em suas casas e terrenos para que possamos fazer um levantamento completo, um verdadeiro pente-fino. Vamos recolher tudo que tiver possibilidade de acumular água e ainda vamos repassar informações para a população”, completa o Secretário de Saúde.

Conforme Zé Ricardo, a preocupação da Secretaria é de que haja uma epidemia de Dengue. “Se tivermos alguns casos esporádicos, temos como resolver. Mas se tivermos uma epidemia, infelizmente, não temos preparo, pessoas e infraestrutura. Precisamos reconhecer essa dificuldade que temos e pedimos que todos continuem nos ajudando da melhor forma para que possamos evitar um problema maior”, concluiu. 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar